SBPPC

 
Anvisa firma convênio com a USP para projeto de rastreabilidade de medicamentos
20/04/2017 A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) firmou hoje (19) um convênio com a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) para desenvolver um projeto-piloto de rastreabilidade de medicamentos. O modelo está sendo elaborado a partir da Lei 13.410 de 2016, sancionada nos últimos dias do ano passado. A nova legislação substituiu a norma anterior de criação de um sistema nacional de controle de medicamentos que vigorava desde 2009. “Apesar da excelente intenção da lei, que era responder às denúncias sobre falsificação de medicamentos, como toda a lei feita sob uma certa emoção do momento, ela se revelou não factível. Ela propunha implantar em três anos apenas um sistema que é complexo”, disse o presidente da Anvisa, Jarbas Barbosa, ao explicar por que não foi possível cumprir o estabelecido na lei anterior. Barbosa informou que o novo sistema está agora na fase de regulamentação, que tem prazo de quatro meses, prorrogáveis pelo mesmo período. Em seguida, deverá ser posto em prática, com auxílio do Hospital das Clínicas, vinculado à USP, o projeto-piloto de rastreabilidade. O convênio firmado hoje prevê investimento de R$ 5 milhões para elaboração desse modelo, que terá ainda apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud). Os resultados obtidos na fase experimental serão avaliados por um período de até oito meses, para que, então, o sistema passe para a etapa de implementação, com prazo de até três anos. Barbosa destacou que a falta de exemplos internacionais faz com que a experiência brasileira seja pioneira em sua magnitude. “Nós não temos um país do tamanho do Brasil que implantou [esse tipo de sistema]”, disse ele, ao lembrar que existem experiências semelhantes na Turquia e na Argentina. O presidente da Anvisa espera que, ao final desse novo processo, o Brasil consiga elaborar um modelo que atenda às diversas necessidades em relação ao tema, abrangendo as assimetrias do país. “Um sistema factível, simples, que atenda à complexidade do país e se volte para apresentar aqueles resultados que são esperados: combater as fraudes, falsificação e possibilitar o gerenciamento de toda a cadeia de produção, distribuição e dispensação de medicamentos no nosso país”. Portal EBC
 

Fique por Dentro

Sucesso da terapia celular contra diabetes depende da condição imune pré-transplante
28/04/2017 Um método inovador para tratar o diabetes tipo 1, baseado no transplante de células-tronco hematopoiéticas retiradas da medula óssea do próprio paciente, começou a ser testado no Brasil há 13 anos com resultados bastante heterogêneos. Enquanto alguns dos voluntários permanecem há mais de uma década livres das injeções de insulina, outros voltaram a usar o medicamento poucos meses após receberem o tratamento experimental.
Ler mais...
 
Serviços de vacinação estão em consulta pública
27/04/2017 A Anvisa publicou na terça-feira (25/4) a Consulta Pública 328/17 que trata sobre os requisitos mínimos para o funcionamento dos serviços de vacinação. Esta é uma iniciativa que busca melhorar a regulamentação vigente, visando um maior controle dos riscos sanitários.
Ler mais...
 
Exame de sangue detecta ressurgimento de câncer com 1 ano de antecedência
27/04/2017 Médicos britânicos conseguiram identificar o retorno de um câncer um ano antes dos exames tradicionais, em uma descoberta animadora para o combate à doença. A equipe conseguiu rastrear no sangue sinais de câncer quando este era apenas um pequeno amontoado de células invisíveis a raio-X e tomografia.
Ler mais...
 
Aberta consulta sobre importação para o SUS
27/04/2017 A proposta de regulamentação dos critérios para a importação excepcional de produtos sem registro na Anvisa e destinados para uso em programas do Sistema Único de Saúde (SUS) está aberta para contribuições da sociedade. A Consulta Pública 327/2017 inclui produtos como imunobiológicos, inseticidas, insumos estratégicos a serem adquiridos, em regra, por meio de organismos multilaterais internacionais.
Ler mais...
 
Célula tumoral é reprogramada para estimular sistema imune a combater o câncer
26/04/2017 Reprogramar células tumorais para fazê-las produzir uma substância capaz de estimular o sistema imune a combater o câncer. Essa é a estratégia de um novo tratamento contra leucemia que começou a ser testado em humanos no Canadá.
Ler mais...
 
©SBPPC - Sociedade Brasileira de Profissionais em Pesquisa Clínica - Denvolvido por:Boschi Design